Blog

Blog

Oficina de capoeira valoriza um patrimônio cultural brasileiro e  proporciona aos alunos momentos de integração, amizade, cuidado, respeito e união

Mais do que uma prática esportiva, como muitos consideram, a capoeira é uma expressão cultural tombada como patrimônio cultural imaterial brasileiro, que combina arte marcial, esporte, cultura popular, dança e música. Essa mistura tem sido um grande estímulo na vida dos alunos da Apae Fazenda Rio Grande.

Sob o comando do professor Edemilson Cabral de Mello, o mestre Spock, 60 alunos participam da oficina de capoeira, realizada semanalmente, às terças, quartas e quintas-feiras.

O professor lembra que a oficina foi apresentada gradualmente aos alunos, até que fosse possível identificar quem tinha interesse e aptidão para participar. Desde então, o contato com a capoeira tem feito a diferença na vida do grupo. Essa é a percepção de Spock e também do professor Elvis Landarim, o Palito.

Vale destacar que as aulas de quinta-feira são viabilizadas por meio do Edital 001/2017, da Secretaria Estadual de Cultura do Estado do Paraná, assim como as de terça e quarta, são pelo Programa Nacional de Atendimento à Pessoa com Deficiência (PRONAS), do Ministério da Saúde, sempre no contraturno escolar.

professores oficina de capoeira - apae (coletivo inclusão)
Mestre Spock e Palito conduzem a oficina de capoeira (foto: Ale Belini)

Resultados positivos

No tatame da Associação de Artes Marciais (AAM), onde as aulas acontecem, a abordagem é adaptada especialmente aos alunos da Apae. No entanto, todos participam em condições de igualdade, mesmo que alguns sintam um pouco mais de dificuldade que os outros. No fim, todos se ajudam. “A capoeira é integração, é acolhimento. Eles são tão discriminados no dia a dia, mas o nosso objetivo é trazer eles para um ambiente onde sejam vistos e respeitados”, comenta Spock.

As aulas, antes de mais nada, são dadas com muita técnica e seriedade pelos professores. Entretanto, o mestre Spock destaca que o momento é de descontração, sorrisos e queima de energia. Como resultado, os alunos ganham mais desenvolvimento e capacidade física, por causa dos movimentos, e também disciplina, um dos vários benefícios da capoeira.

música na oficina de capoeira - apae (coletivo inclusão)
A música também é trabalhada na capoeira (foto: Ale Belini)

Gratidão por fazer parte

Spock e Palito se dedicam há décadas à capoeira. De acordo com eles, em suas aulas, o espírito de integração, amizade, cuidado e união é nítido.

Spock se sente grato pelo trabalho desenvolvido com os alunos da Apae. “Isso nem é trabalho, é diversão. Tenho um sentimento de gratidão, pois o carinho deles é verdadeiro”, orgulha-se o mestre.

Igualmente, Palito diz como se sente. “Também sinto gratidão por estar com eles. A forma como nos tratam, é um carinho que transparece. Fico feliz em ver que a capoeira está proporcionando essa integração, a gente está vendo o desenvolvimento”, completa.

abraço na oficina de capoeira - apae (coletivo inclusão)
Capoeira da Apae: integração, amizade, cuidado e união (foto: Ale Belini)

Batizado

No dia 30 de novembro, os alunos da Apae Fazenda Rio Grande receberão as corda de graduação na capoeira. Quando o aluno recebe uma corda, significa, então, que ele já adquiriu os conhecimentos necessários e atingiu um grau de amadurecimento na modalidade.

O evento será realizado na Praça Céu (Rua São Nicolau, n 2489 – Santa Terezinha) e será aberto ao público.

Galeria de fotos:

Para conhecer ainda mais ações do Coletivo Inclusão, clique aqui.